domingo, 26 de junho de 2016

17/07/2016 16º Domingo do Tempo Comum




Ano C - 16º Domingo do Tempo Comum - cor verde - 17/07/2016

DUAS ATITUDES DO DISCÍPULO DE JESUS:

SERVIÇO GENEROSO E ESCUTA ATENTA DA PALAVRA

1.Acolhida

Procuro abrigo nos corações, de porta em

porta desejo entrar. Se alguém me acolhe com

gratidão, faremos juntos a refeição.





2. Canto Inicial

É Deus quem me abriga, o Senhor, quem

sustenta a minha vida! De todo o meu coração,

porque és bom, vou fazer-te a oblação.


1 - Alegrai-vos no Senhor! Quem é bom, venha

louvar! Peguem logo o violão e o pandeiro pra

tocar. Para ele um canto novo vamos, gente,

improvisar.

2 - Ele cumpre o que promete: podem nele

confiar! Ele ama o que é direito e Ele sabe bem

julgar. Sua palavra fez o céu, fez a terra e fez o mar.

3 - Ele faz do mar um açude e governa os oceanos.

Toda a terra a ele teme, mesmo os corações

humanos. Tudo aquilo que ele diz, não nos causa

desenganos.

 
 






3. Saudação a SS. Trindade



Em nome do Pai, em nome do Filho, em nome

do Espírito Santo estamos aqui!

Para louvar e agradecer, bendizer e adorar,

estamos aqui, Senhor, ao teu dispor. Para louvar

e agradecer, bendizer, adorar, te aclamar, Deus

Trino de amor.

 



4. Deus nos Perdoa

- Senhor, que sois a plenitude da verdade e da

graça, tende piedade de nós.

Senhor, tende piedade de nós.

- Cristo, que sois a verdade que ilumina os povos,

tende piedade de nós.

Cristo, tende piedade de nós.

- Senhor, que sois a vida que renova o mundo,

tende piedade de nós.

Senhor, tende piedade de nós.

 



5. Hino do Glória

Glória a Deus! (4x)

1 - Glória a Deus nos altos céus, paz na terra a

seus amados! A vós louvam, Rei celeste, os que

foram libertados.

2 - Deus e Pai, nós vos louvamos, adoramos,

bendizemos; damos glória ao vosso nome, vossos

dons agradecemos.

3 - Senhor nosso, Jesus Cristo, Unigênito do Pai,

Vós, de Deus Cordeiro Santo, nossas culpas perdoai.

4 - Vós que estais junto do Pai, como nosso

intercessor, acolhei nossos pedidos, atendei

nosso clamor.

5 - Vós somente sois o Santo, o Altíssimo, o

Senhor, com o Espírito Divino, de Deus Pai no

esplendor. Amém.

 



6. Apresentação do Livro da Palavra

Pela Palavra de Deus saberemos por onde andar.

Ela é luz e verdade, precisamos acreditar.

 





7. Salmo Responsorial (14)

Senhor, quem morará em vossa casa? (bis)

- É aquele que caminha sem pecado e pratica a

justiça fielmente; que pensa a verdade no seu

íntimo e não solta em calúnias sua língua.

- Que em nada prejudica o seu irmão, nem cobre

de insultos seu vizinho; que não dá valor algum

ao homem ímpio, mas honra os que respeitam

o Senhor.

- Não empresta o seu dinheiro com usura, nem se

deixa subornar contra o inocente. Jamais vacilará

quem vive assim!

 



8. Canto de Aclamação - a escolha

Aleluia, Aleluia, Aleluia, Aleluia! (bis)

1 - Felizes os que observam a Palavra do Senhor,

de reto coração, e que produzem muitos frutos,

até o fim perseverantes!



9. Preces da Comunidade

Ó Senhor escutai a nossa prece.




10. Canto das Oferendas
 

(Onde houver Celebração da Palavra)

Não se deve dizer: nada posso ofertar; pois as

mãos mais pobres é que mais se abrem para

tudo dar.

1 - O Senhor só deseja que em nós tudo seja

constante, servir quando nada se tem só resta

dizer: Senhor, eis-me aqui!

2 - Alegrias da vida momentos da lida eu posso

ofertar, pois nas mãos do Senhor, um gesto de

amor não se perderá.

 



10. Canto das Oferendas

(Onde houver Celebração Eucarística)

1 - Deus prepara uma mesa farta, rica em

alimentos, plena de beleza. Faz no mundo sua

moradia e enfeita a vida com a natureza.

Bens da terra, frutos do trabalho, neste pão e

vinho, vimos ofertar dons da vida, frutos do

chamado, feitos oferendas, neste santo altar.

Recebe, Senhor! Ô, ô, ô, recebe, Senhor! Recebe

Senhor! Ô, ô, ô, recebe, Senhor!

2 - Deus convida toda a humanidade a fazer

da vida sua vocação. Pois, seu Filho, dom da

santidade é o doador e a doação.

3 - Deus restaura nossas pobres forças quando a

noite chega, sem nada pescar. Lancem rede, em

profundidade e em outros barcos venham navegar.

 





11. Louvação



1 - Vou cantar, entoar um canto novo, vou sair,

chamar o povo pra louvar, Aleluia! Assim toda

criatura, nossa terra, sol e lua vão louvar e cantar.

Se alguém Te louva em silêncio, Tu acolhes, ó

Senhor, sua oração. Se alguém entoa um canto

novo, Tu acolhes, ó Senhor, sua canção. Aleluia!

2 - É feliz, quem em Ti fez a morada, vida nova,

outra casa pra ficar. Aleluia! Tu preparas mesa

farta e alimentas pra jornada dando amor, luz

e paz.

3 - O nascer de uma aurora radiante, vai dourando

a cada instante os trigais. Aleluia! E os pequenos

e sofridos, nos teus braços acolhidos, vão louvar

e cantar.

 



12. Abraço da Paz



Paz, paz, paz, eu te desejo a paz e a luz. (bis) Não

do jeito do mundo, mas do jeito de Jesus. (bis)

Paz, paz, paz, eu te desejo a paz. Luz, luz, luz, eu

te desejo a luz. (bis) Do jeito de Jesus.

 





19. Canto de Comunhão

1 - A mesa tão grande e vazia de amor e de

paz - de paz! Onde há o luxo de alguns, alegria

não há - jamais! A mesa da Eucaristia nos quer

ensinar - ah, ah! Que a ordem de Deus, nosso Pai

é o pão partilhar.

Pão em todas as mesas, da Páscoa a nova

certeza, a festa haverá e o povo a cantar aleluia!

A festa haverá e o povo a cantar aleluia!

2 - A força da morte, a injustiça e a ganância de

ter - de ter! Agindo naqueles que impedem ao

pobre viver - viver! Sem terra, trabalho e comida

a vida não há - não há! Quem deixa assim e não

age a festa não vai celebrar.

3 - Irmãos, companheiros na luta vamos dar as

mãos - as mãos! Na grande corrente do amor,

na feliz comunhão - irmãos! Unindo a peleja e a

certeza vamos construir - aqui! Na terra o projeto

de Deus, todo o povo a sorrir!

4 - Que em todas as mesas de pobre haja festa

de pão - de pão! E as mesas dos ricos vazias

sem concentração - de pão! Busquemos aqui

nesta mesa do Pai redentor - do céu! A força e a

esperança que faz todo povo ser povo de Deus!

5 - Bendito o Ressuscitado, Jesus vencedor - ô, ô! No

pão partilhado a presença ele nos deixou - deixou!

Bendita é a vida nascida de quem se arriscou - ô,

ô! Na luta pra ver triunfar neste mundo o amor!









13. Canto Final
1 - O amor de Deus renova os corações, fala de
paz, reparte sempre o pão, fere o temor, enfrenta
os desafios, me faz dizer: tudo bem, irmão.
2 - O amor de Deus compõe e recompõe,
estende a mão, jamais exclui alguém; frente ao
rancor, se firma no perdão, fazendo ver: eu te
quero bem!
 
















10/07/2016 15º Domingo do Tempo Comum





Ano C - 15º Domingo do Tempo Comum - cor verde - 10/07/2016
AMARÁS O SENHOR, TEU DEUS,
E AO PRÓXIMO COMO A TI MESMO.” (Lc 10, 27)

1.Acolhida
Onde reina amor, fraterno amor. Onde reina
amor, Deus aí está. (3x)

 

2. Canto Inicial
Assim que a tua glória revelar-se, Senhor,
perante a história, tua face contemplarei e
satisfeito pra sempre eu ficarei.
1 - Alegrai-vos no Senhor! Quem é bom, venha
louvar! Peguem logo o violão e o pandeiro pra
tocar. Para ele um canto novo vamos, gente,
improvisar.
2 - Ele cumpre o que promete: podem nele
confiar! Ele ama o que é direito e Ele sabe bem
julgar. Sua palavra fez o céu, fez a terra e fez o mar.
3 - Ele faz do mar um açude e governa os oceanos.
Toda a terra a ele teme, mesmo os corações
humanos. Tudo aquilo que ele diz, não nos causa
desenganos.


 

 

3. Deus nos perdoa

Senhor, Senhor, tende piedade de nós:
1 - Tende piedade da gente, tende piedade do
povo, dai vosso perdão novamente, queremos
um caminho novo.
Cristo, Cristo, tende piedade de nós:
2 - Tende piedade de todos que buscam em Vós
o perdão pra ser semente do novo caminho de
vida e união.
Senhor, Senhor, tende piedade de nós.



4. Apresentação do Livro da Palavra.

A Palavra está perto de ti, em tua boca em teu
coração! (bis )

 


5. Salmo Responsorial (68)
Humildes, buscai a Deus e alegrai-vos: o vosso
coração reviverá! (bis)
- Por isso elevo para vós minha oração, neste
tempo favorável, Senhor Deus! Respondei-me
pelo vosso imenso amor, pela vossa salvação que
nunca falha! Senhor, ouvi-me pois suave é vossa
graça, ponde os olhos sobre mim com grande amor!
- Pobre de mim, sou infeliz e sofredor! Que vosso
auxílio me levante, Senhor Deus! Cantando eu
louvarei o vosso nome e agradecido exultarei
de alegria!
- Humildes, vede isto e alegrai-vos: o vosso
coração reviverá, se procurardes o Senhor
continuamente! Pois nosso Deus atende à prece
dos seus pobres, e não despreza o clamor de
seus cativos.
- Sim, Deus virá e salvará Jerusalém, reconstruindo
as cidades de Judá. A descendência de seus
servos há de herdá-las, e os que amam o santo
nome do Senhor dentro delas fixarão sua morada!

 

6. Canto de Aclamação a escolha.
Aleluia, Aleluia, Aleluia, Aleluia, Aleluia, Aleluia,
Aleluia, Aleluia! (bis)
1 - Ó Senhor, vossas palavras são espírito e vida;
as palavras que dizeis bem que são de eterna vida!


7. Apresentação dos Dons

Os cristãos tinham tudo em comum, dividiam
seus bens com alegria. Deus espera que os
dons de cada um se repartam com amor no dia
a dia. (bis)

 

8. Canto das Oferendas
(Onde houver Celebração da Palavra)
Não se deve dizer: nada posso ofertar; pois as
mãos mais pobres é que mais se abrem para
tudo dar.
1 - O Senhor só deseja que em nós tudo seja
constante, servir quando nada se tem só resta
dizer: Senhor, eis-me aqui!
2 - Alegrias da vida momentos da lida eu posso
ofertar, pois nas mãos do Senhor, um gesto de
amor não se perderá.


9. Canto das Oferendas
(Onde houver Celebração Eucarística)
1 - Deus prepara uma mesa farta, rica em
alimentos, plena de beleza. Faz no mundo sua
moradia e enfeita a vida com a natureza.
Bens da terra, frutos do trabalho, neste pão e
vinho, vimos ofertar dons da vida, frutos do
chamado, feitos oferendas, neste santo altar.
Recebe, Senhor! Ô, ô, ô, recebe, Senhor! Recebe
Senhor! Ô, ô, ô, recebe, Senhor!
2 - Deus convida toda a humanidade a fazer
da vida sua vocação. Pois, seu Filho, dom da
santidade é o doador e a doação.

 

10. Louvação

1 - Te louvo meu Senhor, pois olhaste para mim.
Caídos e humilhados têm sempre o teu favor. Se
eu não tinha nada bastou-me dizer sim. És o meu
socorro, meu Deus, meu Salvador.
Teu amor sempre faz maravilhas: a quem se faz
menor, estende tua mão. És a luz dos teus filhos
e filhas! Vigor de quem não fecha o coração!
2 - Te louvo meu Senhor, o teu nome é sem igual.
Fizeste grandes coisas em mim que nada sou. O
teu nome é Santo, superas todo o mal. E onde
houver bondade tua mão já transbordou.
3 - Te louvo meu Senhor, pois assim é teu poder:
dispersa os prepotentes, acolhe quem sofreu.
Fere os poderosos, mas nutre e faz crescer quem
se reconhece pequeno filho seu.
4 - Te louvo meu Senhor, que promessa é pra
cumprir: famintos conheceram a graça dos teus
bens. Ricos lá se foram sem nada conseguir com
misericórdia teu povo tu manténs.

 

11. Canto de Comunhão
1 - A mesa tão grande e vazia de amor e de paz - de
paz! Onde há o luxo de alguns, alegria não há -
jamais! A mesa da Eucaristia nos quer ensinar - ah,
ah! Que a ordem de Deus, nosso Pai é o pão partilhar.
Pão em todas as mesas, da Páscoa a nova
certeza, a festa haverá e o povo a cantar aleluia!
A festa haverá e o povo a cantar aleluia!
2 - A força da morte, a injustiça e a ganância de
ter - de ter! Agindo naqueles que impedem ao
pobre viver - viver! Sem terra, trabalho e comida
a vida não há - não há! Quem deixa assim e não
age a festa não vai celebrar.
3 - Irmãos, companheiros na luta vamos dar as
mãos - as mãos! Na grande corrente do amor,
na feliz comunhão - irmãos! Unindo a peleja e a
certeza vamos construir - aqui! Na terra o projeto
de Deus, todo o povo a sorrir!
4 - Que em todas as mesas de pobre haja festa
de pão - de pão! E as mesas dos ricos vazias
sem concentração - de pão! Busquemos aqui
nesta mesa do Pai redentor - do céu! A força e a
esperança que faz todo povo ser povo de Deus!
5 - Bendito o Ressuscitado, Jesus vencedor - ô, ô! No
pão partilhado a presença ele nos deixou - deixou!
Bendita é a vida nascida de quem se arriscou - ô,
ô! Na luta pra ver triunfar neste mundo o amor!

 

12. Canto final
1 - O amor de Deus se mostra em pleno sol, flore
o jardim, dá vida ao beija-flor, brinca no mar e
as nuvens põe no céu, pra me dizer: grande é
teu valor!
2 - O amor de Deus vem antes e depois e vai
além dos sonhos que aprendi. Não se desfaz
nem mesmo ao dizer não. É a luz que diz: filho,
é por aqui!

 













sábado, 25 de junho de 2016

03/07/2016 SOLENIDADE DE SÃO PEDRO E SÃO PAULO







Ano C - cor vermelha - 03/07/2016
SOLENIDADE DE SÃO PEDRO E SÃO PAULO
PEDRO E PAULO:
 EXEMPLO DE FÉ E CORAGEM NO ANÚNCIO DO EVANGELHO
Dia do Papa

1. Acolhida
Aquele que vos chamou, aquele que vos chamou
é fiel, é fiel. Fiel é aquele que vos chamou. (bis)

 

2. Canto Inicial
Toda a Igreja unida celebra a memória pascal do
cordeiro irmanada com Pedro e com Paulo, que
seguiram a Cristo por primeiro!
1 - Publicai em toda terra os prodígios do Senhor:
reuniu seu povo amado para o canto do louvor.
2 - Bendizei, louvai por Pedro, pela fé que
professou: essa fé é a rocha firme da Igreja do
Senhor.
3 - Bendizei, louvai por Paulo, pelo empenho na
missão: o seu zelo do Evangelho leva ao mundo
a salvação.

 

3. Deus nos perdoa
Senhor, Senhor, tende piedade de nós:
1 - Tende piedade da gente, tende piedade do
povo, dai vosso perdão novamente, queremos
um caminho novo.
Cristo, Cristo, tende piedade de nós:
2 - Tende piedade de todos que buscam em Vós
o perdão pra ser semente do novo caminho de
vida e união.
Senhor, Senhor, tende piedade de nós.
(não fornecido material de ensaio!)


4. Hino do Glória
Glória a Deus, Glória a Deus, Glória a Deus,
Glória a Deus lá nas alturas. (bis)
1 - Glória a Deus nas alturas, Paz na terra aos
seus amados. Senhor Deus, rei dos céus, Deus
Pai todo-poderoso: nós vos louvamos, Vos
bendizemos, adoramos, Vos glorificamos.
2 - Nós aqui vos damos graças pela vossa imensa
glória. Senhor nosso Jesus Cristo, és o Filho
Unigênito Senhor Deus, Cordeiro de Deus, Tu és
Filho de Deus Pai.
3 - Vós que tirais o pecado do mundo, tende
piedade de nós. Vós que tirais o pecado do
mundo, acolhei a nossa súplica. Vós, que estais
à direita do Pai, tende piedade, piedade de nós.
4 - Só vós sois o Santo. Só vós o Senhor. Só vós o
Altíssimo, Jesus Cristo, com o Espírito Santo, na
glória de Deus Pai. Amém.


5. Apresentação do Livro da Palavra
Palavra de salvação, somente o céu tem pra dar,
por isso meu coração se abre para escutar.
1 - Com Simão Pedro diremos também que não
é fácil dizer sempre amém. Mas não há outro na
terra e no céu, mais companheiro, mais santo e fiel.

 

6. Salmo Responsorial (33)
De todos os temores me livrou o Senhor Deus.
(bis)
- Bendirei o Senhor Deus em todo o tempo, seu
louvor estará sempre em minha boca. Minha alma
se gloria no Senhor; que ouçam os humildes e se
alegrem!
- Comigo engrandecei ao Senhor Deus, exaltemos
todos juntos o seu nome! Todas as vezes que o
busquei, Ele me ouviu, e de todos os temores
me livrou.
- Contemplai a sua face e alegrai-vos, e vosso
rosto não se cubra de vergonha! Este infeliz gritou
a Deus, e foi ouvido, e o Senhor o libertou de
toda angústia.

- O anjo do Senhor vem acampar ao redor dos
que o temem, e os salva. Provai e vede quão
suave é o Senhor! Feliz o homem que tem nele
o seu refúgio!

 


7. Canto de Aclamação
(a escolha)
Aleluia, Aleluia, Aleluia, Aleluia! (bis)
1 - Tu és Pedro e sobre esta pedra eu irei construir
minha Igreja; e as portas do inferno não irão
derrotá-la.


8. Apresentação dos Dons

1 - São Pedro é Igreja, São Paulo é Igreja, somos
Igreja do Senhor.
Irmão, vem, ajuda-me, irmã, vem, ajuda-me a
edificar a Igreja do Senhor.

 

09. Canto das Oferendas
(Onde houver Celebração da Palavra)
Não se deve dizer: nada posso ofertar; pois as
mãos mais pobres é que mais se abrem para
tudo dar.
1 - O Senhor só deseja que em nós tudo seja
constante, servir quando nada se tem só resta
dizer: Senhor, eis-me aqui!
2 - Com as mãos bem abertas, trazendo as ofertas
do vinho e do pão, surge o nosso dever de tudo
fazer com mais doação.

 

10. Canto das Oferendas
(Onde houver Celebração Eucarística)
1 - Ofertas singelas, pão e vinho sobre a mesa
colocamos, sinal do trabalho que fizemos e aqui
depositamos.
É teu também nosso coração. Aceita, Senhor,
a nossa oferta, que será depois, na certa, o teu
próprio ser. (bis)
2 - Recebe, Senhor, da natureza todo o fruto que
colhemos. Recebe o louvor de nossas obras e o
progresso que fizemos.
3 - Sabemos que tudo tem valor depois que a
terra visitaste. Embora tivéssemos pecado, foi
bem mais o que pagaste.

 

11. Louvação
Bendito seja Deus, o Pai do Senhor Jesus Cristo.
Por Cristo nos brindou todas as bênçãos do
Espírito. (bis)
1 - Pois, juntamente com Cristo, antes de o mundo
criar, Deus já nos tinha escolhido a fim de nos
consagrar. De amor oferta sem mancha; para
adoção destinou, seus filhos somos por Cristo,
de sua graça o louvor.
2 - Pois, sobre nós esta graça, conforme havia
traçado, Deus, nosso Pai, derramou pelo seu Filho
amado. Que com seu sangue consegue para nós
a libertação. A remissão dos pecados, graça sem
comparação!
3 - Sim, derramou sobre nós graça abundante e
saber, nos revelando o mistério, plano do seu bem-
querer. De conduzir a história à plena realização;
Cristo encabeça o universo, terras e céus se unirão!
Deus nos faz irmãos

 


20. Canto de Comunhão
Tua Igreja é um corpo, cada membro é diferente,
e há no corpo, certamente, coração, ó meu
Senhor. Dele nasce a caridade, dom maior, mais
importante. Nele, enfim, achei radiante minha
vocação: o amor.
1 - Que loucura não fizeste vindo ao mundo nos
salvar! E depois que tu morreste ficas vivo neste altar!
2 - Os teus santos compreenderam teu amor
sem dimensão: que loucuras cometeram em sua
própria vocação!
3 - Sou pequeno, igual criança, cheio de
limitações, mas grande é minha esperança: sinto
muitas vocações!
4 - Quero ser um missionário até quando o sol
der luz. Dá-me por itinerário toda terra, ó Jesus!
5 - O martírio, eis meu sonho: dar-te o sangue
de uma vez! A mil mortes me disponho, sofrerei
com intrepidez.
6 - Tantas vocações sentindo, que alegria meu
Senhor. Alegrei-me descobrindo, minha vocação,
o amor.

 

25. Canto final
1 - Eu era cego, não enxergava. Eu perseguia,
quem me amava. Mas sua luz, me iluminou hoje
sou Paulo, apóstolo sou.
Loucura da cruz! Loucura do amor! Loucura de
tudo por causa de nosso Senhor! (bis)
2 - Eu já não vivo, Cristo vive em mim. Quando
sou fraco, Ele é meu sim, não tenho pátria e nem
nação, do Reino dos Céus eu sou cidadão.